quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Temporada 2022: Gilmar Popoca é o novo técnico do Nacional FC .




O novo presidente do Nacional, Deusdete Reis, que será aclamado dia 11 de dezembro, acaba de contratar o novo treinador. Trata-se de Gilmar, o Popoca, 57, ex-jogador e treinador das categorias sub-17 e sub-20 do Flamengo. Deusdete pretende fazer um time forte, mas com perspectivas de futuro, apostando não só na contratação, mas também na revelação de talentos. O time não tem calendário nacional, no ano que vem, devendo concentrar-se no Campeonato Estadual, para garantir 2023. “Vamos investir em um time totalmente novo”, disse um dos novos dirigentes, que prefere não falar oficialmente, “até que tudo seja colocado em prática”.


Reestruturação Deusdete Reis assume o Nacional, que na prática já administra, com o projeto firme de reestruturá-lo. Chamou para presidente do Conselho Deliberativo o ex-presidente Mário Cortez. E agora contrata um dos nomes mais conhecidos do futebol amazonense como treinador. O Nacional, que se orgulha de ter a maior torcida do Amazonas e o maior número de títulos, já participou da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas, atualmente, não está nem na Série D. O time terá que, praticamente, renascer de novo. O calendário de 2022 está comprometido, sem que o Nacional tenha garantido presença em nenhuma competição interestadual. O Manaus FC, campeão estadual, e o vice São Raimundo são os representantes amazonenses na Copa do Brasil. O São Raimundo e o Amazonas, terceiro deste ano, entram na Série D. E o Manaus FC segue na Série C. O Nacional terá que conseguir primeiro ou segundo lugar no Campeonato Estadual, ano que vem, para chegar às competições nacionais. A não ser que o Manaus FC chegue à Série B ou permaneça na Série C e esteja entre os dois primeiros colocados no estadual. Aí o novo elenco nacionalino terá, ainda, que conquistar o terceiro lugar no amazonense.



Texto copiado de: https://www.portalmarcossantos.com.br/2021/11/18/exclusivo-nacional-contrata-gilmar-o-popoca-como-treinador-para-2022/
Copyright © Portal Marcos Santos


Copyright © Portal Marcos Santos

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Robô é campeão invicto da Série B 2021!



O Manauara EC, ¨Robô R2-D2¨, conquistou nesta quarta-feira, 17 de novembro, de forma invicta a Taça do Amazonense Série B 2021. A vitória sobre o Operário EC , após dois empates ( 0 a 0 no tempo regulamentar; e 1 a 1 na prorrogação) veio nas cobranças de pênaltis, 4 a 2.



Prorrogação

Gols: Marcelinho , para o Operário; Abner Lincoln , para o Manauara EC.



Pênaltis:

Manauara EC: Juninho, Guilherme, Tavinho e Abner (converteram as quatro penalidades iniciais) : 4


Operário EC: Juninho, Marcos (converteram) Judá e Tico (desperdiçaram): 2  



Confira a campanha do Manauara EC no Amazonense Série B 2021:


9 jogos; 6 vitórias; 3 empates; 29 gols pró; 5 gols contra; saldo (+25)

 

 

EC Tarumã 0x3 Manauara

Manauara 3x0 CDC

Atlético 1x1 Manauara 

Manauara 4x0 Sul América

Operário 0x0 Manauara 

Manauara 3x1 Rio Negro

EC Tarumã 1x10 Manauara

Manauara 4x1 EC Tarumã

Manauara 0 (1) (4) x 0 (1)  (2) Operário EC



Artilheiro.


Com 6 gols , Abner é o artilheiro da Serie B 2021



Foto: Gilson Mello/Manauara EC

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Viva o Futebol! 158 anos!!!!!!!!!!!!!!!!!!

                                         




O livro com as primeiras regras do futebol e a bola utilizada para jogos de futebol da época (Richard Heathcote - The FA/Getty Images)




No dia 26 de outubro de 1863, em plena segunda-feira, doze marmanjos representantes de escolas públicas e times amadores da Inglaterra se reuniram em Londres, no pub Freemason’s Arms Tavern, e tiveram a primeira reunião que definiria dois marcos para a modalidade: a fundação da federação inglesa, a Football Association (FA), e – mais importante que isso – a criação do regulamento original do futebol moderno.


Após mais cinco encontros dos representantes, seria publicado em dezembro de 1863 o livreto com as 13 regras básicas e genéricas – hoje são 17 de acordo com a International Board, entidade que atualmente rege as leis. Apesar de muitas das normas terem permanecido, o jogo era bem diferente devido à influência de esportes como o rúgbi, sendo permitido, à princípio, até o uso das mãos. A primeira partida oficial com as novas regras ocorreu no dia 19 de dezembro entre Barnes e Richmond, que empataram em 0 a 0. Mas como era jogado o futebol naquela época? Confira as principais mudanças comparadas às regras atuais:

Goleiro? Para quê?

Nos primeiros anos do enfim regulamentado futebol moderno não havia goleiro simplesmente por que todos os jogadores em campo podiam pegar a bola com as mãos, desde que ela estivesse no ar. Caso isso acontecesse, a partida era paralisada e o jogador que agarrou a bola no alto poderia cobrar uma falta.

Impedimento geral

Nessa época, todos os jogadores que estivessem à frente da linha da bola não poderiam tocá-la, pois estariam em posição de impedimento. Portanto, o passe para trás, assim como no rúgbi, era usado em larga escala.


Pancadaria permitida 

“Não estava claro para os praticantes dos primórdios do futebol o que caracterizaria uma falta”, afirma Ademir Takara. Como o rúgbi foi a principal influência para a modalidade, o contato físico era permitido e até carrinhos, caneladas e pontapés – hoje execráveis – eram artifícios para derrubar o adversário e roubar a bola.

Fez o gol? Troca de lado

Naquela época, a cada gol marcado os times tinham que obrigatoriamente mudar de lado.

Um gol sem travessão

O gol não tinha redes e muito menos um travessão ligado às duas traves, o que se assemelhava ao rúgbi e ao futebol americano, podendo marcar um gol à qualquer altura desde que a bola passasse entre as traves.

Dimensões e marcações do campo

O comprimento máximo de um campo de futebol era bem maior do que o praticado atualmente. Em 1863, permitia-se jogar em um gramado de 200 jardas (cerca de 180 metros), enquanto hoje a International Board estipula uma medida de até 130 jardas (120 metros). No ano da regulamentação, também não havia nenhuma marcação da área, do meio de campo ou dos escanteios, apenas as quatro linhas de fundo.

“Ei, juiz, vai tomar… ops, cadê o juiz?”

No começo do futebol moderno não havia juiz: as questões legais da partida eram definidas pelos líderes de capitães de cada equipe.

A bola

Há indícios, segundo o pesquisador Ademir Takara, de que no começo usavam bexigas de animais como porcos para fazerem a câmara da bola. Mas logo a ideia foi abominada e o látex passou a ser o material do interior do objeto. Para revestir essa parte interna, usava-se o couro. No entanto, na chuva era um problema: o peso poderia dobrar e dificultar a condução da bola.

Vestimenta

Não havia nenhuma restrição nas primeiras regras. “Usava-se roupas de algodão e os ingleses usavam calças como símbolo da aristocracia, pois na época mostrar as pernas era considerado vulgar”, explica Takara. O pesquisador do Museu do Futebol ainda diz que as bandanas eram frequentemente usadas nas partidas por duas possíveis explicações: 1) os panos das bandanas poderiam amortecer o impacto da bola em cabeçadas; 2) as bandanas eram usadas para não sujar o cabelo, outra preocupação dos jogadores da elite. A única ressalva descrita entre as 13 normas básicas do futebol era de que os calçados não poderiam ter pregos ou travas.




Lissandro Windson 

terça-feira, 27 de julho de 2021

Amazonenses conquistam duas pratas e um bronze em Brasileiro de Natação Infantil

 




                        Fotos: Divulgação (Arquivo pessoal) 




Os nadadores amazonenses Raylson Bruno, 14, e Alice Monteiro, 13, disputaram o Campeonato Brasileiro de Natação Infantil, que ocorreu de 22 a 24 de julho em Belo Horizonte (MG) e conquistaram três medalhas para o Amazonas. Raylson, na prova de 200 metros peito, arrematou a prata. Já Alice conseguiu duas medalhas nas provas de 100 e 200 metros costas, sendo uma prata e uma de bronze, respectivamente.


Os amazonenses são estreantes no Campeonato Brasileiro e estão felizes com os resultados. Para Raylson, que estava na expectativa desde o ano passado, a sensação foi muito boa e fruto de treinos intensivos. Ele completou a prova dos 200 metros peito com o tempo de 2’40, que garantiu a prata, mas também disputou os 100metros peito, no tempo de 1’13’00, que marca um novo recorde amazonense.


“Eu pratico natação desde os sete anos de idade e esperava essa competição no ano passado, porém, com a questão da covid-19, não foi possível. Foi um sentimento incrível nessa conquista. Esse resultado veio por conta de muita dedicação e treino. Eu me esforcei bastante nos treinos e os bons resultados chegaram. Estou muito feliz”, comentou Raylson.


Para Alice que, além da prata e do bronze, também alcançou um novo recorde amazonense nos 100 metros costas com 1.11.00, o momento é de extrema importância para a sua carreira. “Disputar o Campeonato Brasileiro foi muito importante para mim. Nossa equipe e eu treinamos bastante para chegarmos a esses resultados. As provas de 100 e 200 metros costas, são as minhas principais e estou muito feliz de ter representado nosso Estado e trazer essas duas medalhas para o Amazonas”.


Com esses expressivos resultados, a presidente da Federação Amazonense de Desportos Aquáticos (Fada), Claudia Nobre, destaca que esses atletas são o futuro da modalidade no Estado e que ainda terão grandes conquistas. “Primeiro eu quero parabenizar o Raylson e a Alice, o técnico Leandro Freire e o Instituto Pedro Nicolas por esses excelentes resultados. Sei que isso é reflexo de muito esforço e dedicação, o que nos orgulha bastante. Esses atletas são uma nova geração que surge no cenário local da natação esportiva e nós, da Fada, estamos à disposição para apoiar esses novos talentos no que for possível”, finaliza.




Erleílson Brito

Pisa neles! Evaristo Piza é o novo técnico do Manaus FC

 


                          Foto: Canindé Pereira/AFC


Evaristo possui uma longa carreira como treinador. Iniciando nas categorias de base do Guarani (SP), onde dirigiu a equipe sub-15 em 2002, Evaristo também teve passagem por clubes como a Portuguesa Santista (SP), Mirassol (SP), XV de Piracicaba (SP), e pelo Botafogo da Paraíba (PB), onde foi campeão paraibano em 2019.

Vale lembrar que pelo Belo, Evaristo esteve presente no comando técnico do clube paraibano por três anos, e na Série C de 2020, foi chamado as pressas para evitar o rebaixamento da equipe, e atingiu o objetivo com sucesso.


Evaristo também já comanda o Gavião Real na partida contra o Santa Cruz neste domingo.




Fonte: Lucas Araújo / ASCOM Manaus FC

sábado, 17 de julho de 2021

Mundão 2x1 Leão : Penarol perde mas encerra ¨turno¨ dentro do G4!

 


                           📸Lucas Luckeize


O Leão da Velha Serpa foi derrotado pela segunda vez atuando fora de casa na Série D. Mesmo superado pelo Mundão (RR), os comandados de Vaguinho Santos, com 10 pontos estão quarta colocação e dentro do G4.


Campanha no  ¨1º turno do Grupo A01¨


7 jogos; 3 vitórias;1 empate; 3 derrotas


GAS 0x1 PAC

PAC 0x1 CEC

Fast 3x2 PAC

PAC 2x0 Galvez

Atlético 1x2 PAC

PAC 1x1 Ypiranga 

SREC (RR) 2x1 PAC



Adversário vem bem!

Vale ressaltar que os Roraimenses com 15 pontos, estão na segunda colocação do Grupo A01. O São Raimundo é uma das oito equipes invictas  (7 jogos, 4 vitórias e 3 empates,ainda não foram derrotadas) na atual Série D.




Última vitória foi em 19/06: Fast Clube sofre a terceira derrota consecutiva na Série D 2021 e termina em sexto lugar no ¨turno¨




                                                                                                                                                                    📸 Antônio Assis/ FAF



Neste sábado, 17, o Fast Clube foi derrotado por 2  a 1 pelo Castanhal  (PA). O Japiim da Estrada não tomou conhecimento e derrotou o Tricolor de Aço, dentro da Colina, em Manaus.



Com este revés o Tricolor chega a terceira derrota consecutiva na competição. Os comandados de Lecheva (dois jogos , duas derrotas, no comando do time) não vencem desde o dia 19 de junho, quando (Marcelo Conte, ainda dirigia o time) derrotou o Penarol, por 3 a 2 , na Colina.



O Tricolor encerra o ¨turno¨ na sexta colocação com seis pontos ganhos, uma vitória, três empates e três  derrotas.